domingo, 15 de julho de 2012

...


Não sei mais onde estou.
‘’Não sei’’ já se transformou no que mais digo,
Não sei porque.
Eu vou dizer o que me vem a mente.
Entende? Como me sinto só?
Por as vezes, muitas vezes só ouvir.
Já me desacostumei a dizer como me sinto
Nunca saí as coisas certas.
Ou então coisas audíveis e compreensíveis.

Mas por enquanto que organizo o que irei dizer
Não sei quando, não sei a quem
Pode falar que eu to ouvindo.
É disso que todo mundo precisa.
De  um olhar calmo, de um sorriso pleno.
De palavras ternas, de silêncio. Shhh!

Nenhum comentário: